quarta-feira, 25 de maio de 2011

Corvina Floripa

O primeiro post deste Blog, será em homenagem a Floripa e nada melhor que um bom peixe, neste caso uma corvina de 1,8 kg, comprada no tradicional Mercado Público de Florianópolis.


Para a apresentação ficar com uma aparência mais bacana, o peixe foi limpo pelas costas, tirando assim as espinhas (claro que quem limpou foi o cara da peixaria), sobrando somente a carne do peixe, conservando ele por inteiro.


Que foi recheado com camarão branco (legítimo de Floripa e do Mar).

O recheio, foi uma invenção, que pra variar minha esposa foi cobaia, levou cebola bem picada (pequena quantidade), alho bem picado (um dente), mostarda Dijon (Francesa), azeite extra virgem (sempre de boa qualidade), salsinha fresca bem picada, cebolinha também bem picada, dando o acabamento final com um pouco de raspas e suco de limão siciliano.
Coloquei o recheio pelas costas e assei o peixe em 230 graus por 30/40 min., ficando essa beleza ai:


Como estou precisando perder algumas gramas, resolvi fazer uma salada bem básica como acompanhamento, que levou alface americana e rúcula. Para temperá-la, usei sal, pimenta do reino moída na hora, azeite extra virgem, um pouco de suco de limão siciliano e o toque final foi um “aceto balsamico di Modena” envelhecido por 25 anos, que ganhei de presente dos meus primos Italianos.

Olha o “aceto balsamico di modena” ai: Que beleza!!!

Para tomar, fomos de um Spumante Italiano, da Vinícola Casa Fondata Nel.  Que é, digamos, sensacional...

Realmente foi um belo almoço de sábado e uma ótima experiência, pois minha crítica (no caso minha esposa) achou que deveria ter usado menos cebola no recheio e concordei com ela, mas isso, não tirou brilho do restante.
Vale à tentativa, um bom prato para curtir um sábado nublado em Floripa.