domingo, 6 de julho de 2014

Péssimo custo benéfico para almoçar em Floripa no domingo

Pela terceira vez tentamos almoçar no domingo no Res. Pitangueiras (no sambaqui) e voltamos a nos decepcionar.

Sendo bem objetivo, não vale o custo benefício, pratos mal elaborados, sem sabor, acompanhamentos frios e o valor extremamente elevado.

Se os restaurantes em Florianópolis monopolizaram os valores astronômicos e pretendem mantê-los, Já está na hora deles começarem a utilizar produtos de qualidade, para dar sabor, aparência, entregando ao cliente um excelente produto e ele merece receber desde o momento que entrou em seu estabelecimento.



Só para constar, pedimos uma muqueca de garoupa, camarão e lula e tivemos que devolver para cozinha incluir o leite de coco que esqueceram de incluir na execução do prato.





sábado, 14 de dezembro de 2013

Paris

Este blog esta ficando chique.

Nas próximas duas semanas estarei em Paris e aproveitar tudo da gastronomia parisiense.

Postarei muitas dicas e novidades para se comer e beber com qualidade com custos para todos os bolsos.

Au revoir.



quinta-feira, 7 de novembro de 2013

A herança do Rei!

Voltei a ativa, depois de muito tempo sem fazer um post.

Nada mais justo que uma homenagem ao meu velho, meu herói, meu companheiro, meu Pai, que não está mais presente,mas foi ele quem me ensinou a fazer esse prato de bacalhau, inclusive todos o convidavam a fazer esse prato e claro, pois além de muito saboroso, onde ele estava, tinha comida boa, bebida e a festa era garantida.

O prato é sensacional, bom de paladar, simples, fácil e rápido de preparo e ao mesmo tempo sofisticado, pois leva bacalhau (hehehehe).

Mas chega de conversa e vamos iniciar os trabalhos.

Bora ao Mise en place (Segundo a Wikipédia o Mise en place é um termo francês que significa literalmente “posta no lugar”. É a etapa inicial do preparo de uma receita, que consiste em separar todos os ingredientes e utensílios da receita e deixá-los como indicado na mesma, como por exemplo, lavar, descascar, cortar, fatiar, picar, triturar, medir quantidades, e depois ir colocando cada ingrediente no seu potinho para que no momento da preparação da receita você não fique atrapalhado(a) ou perdido(a) como barata tonta na sua própria cozinha.), então, tenha paciência neste momento, pois é fundamental para sua receita ficar bonita e uma delicia.


Corte todos ingredientes e de preferência em rodelas (cebola, tomate, pimentão amarelo e vermelho - não gosto de usar o verde, mas fica ao seu critério), batata Inglesa (não cozinhar as batatas), alho (muito alho), salsinha e cebolinha picada, ovos cozidos, azeitona preta sem o caroço e claro a estrela do prato: o bacalhau dessalgado e em lascas.


Agora em uma panela grande e funda, inicie a montagem.

Coloque uma camada de batata, após uma de cebola, em seguida os pimentões, agora o alho, tomate, as azeitonas (sem o caroço em!!!) agora o rei da história, o bacalhau. Vá intercalando as camadas desta forma até completar a panela. Após, coloque salsinha e cebolinha (a gosto) e por fim pimenta do reino ralada na hora a gosto. 

DICA: cuide com o sal, eu nem coloco, pois quando vou dessalgar o bacalhau, nunca tiro todo o sal justamente para deixar no ponto. (na dessalga experimente para ver o seu ponto)

Depois de montada a panela até o seu topo (mas obviamente, deixe um espaço para fechar a tampa), coloque azeite extra virgem de boa qualidade e aqui não se pode ter miséria, pois azeite e bacalhau são iguais a feijão com arroz. A medida do azeite pode ser a metade da panela ou um pouco menos (esse levou uma garrafa de 500ml).

Gasto todo azeite extra virgem, ligue o fogo e deixe cozinhar em fogo médio com a panela tampada.

O ponto de cozimento será quando a batata estiver macia.




Agora chegou o melhor momento, hora de servir e saborear - confesso que não é uma apresentação linda, mas vale cada garfada.


Mas não esqueça, um bom vinho sempre deve acompanhar uma boa comida, por isso a Enoteca Decanter sempre me ajuda e desta vez duas opções, um Branco e um Tinto:







Branco: O produtor é o Anselmo Mendes, de Protugual da região de Minho-Vinho Verde e o rótulo é Alvarinho Curtimenta 2011.(uva: Alvarinho)











Tinto: O Produtor é Domingos Alves de Souza, de Portugual da região do Douro, o rótulo é Estação Douro 2010.(Uva: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tempranillo, Tinto Cão e tinta Barroca)





Esse é um prato para família, amigos reunidos, festa, diversão e neste caso foi à última vez que fiz com meu Pai esse prato, por isso a homenagem.

Meu Irmão, meu Pai e Eu (faltou o Felipe, o mais novo)

Voilà, divirtam-se  na cozinha!

Au revoir!!! 


sexta-feira, 9 de novembro de 2012


O Blog Cozinhar é meu Hobby traz em primeira mão para seus leitores e amigos o inovador método de cultivo de ervas: “Hidropônicas do Chef

Já estou testando esse inovador método e em breve teremos novas notícias com um prato feito especialmente com as ervas cultivadas pelo Hidropônicas do Chef.

Para quem quiser conhecer mais sobre o produto e ainda adquirir um, entre no site e tire suas dúvidas.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Camarão na Moranga

Como apaixonado por cozinhar e comer, eu não tenho pratos ou ingredientes que não gosto, mas tenho meus pratos favoritos e, um deles, é o Camarão na Moranga. Demora um pouco pra fazer, mas o resultado é fantástico.


Veja como é fácil chegar neste resultado:
Começo abrindo uma tampinha na moranga, retiro toda a semente de dentro e coloco a moranga e a tampinha  pra cozinhar numa panela grande com água, até que fique ao dente (cozida mas firme).
Não deixe cozinhar muito, senão pode amolecer muito a casca e abrir a moranga, vazando molho depois.
Depois de cozida, raspo as laterais retirando pedaços da moranga (cuidado para não retirar muita moranga e deixar as paredes finas), reservo e começo a preparar o molho.



Primeiro, selo os camarões (já temperados com sal, pimenta e raspas do meu brother limão siciliano) em azeite de oliva para que fiquem ao dente, não soltem água no molho e não diminuam muito de tamanho.

Em seguida acrescento leite de coco e um pouco de creme de leite. O molho deve ficar levemente grosso. Cozinhe por uns 5/10 minutos, depois é só colocar os camarões, ervas (salsinha e cebolinha frescos), pimenta do reino moída na hora e deixar mais uns minutos no fogo para fundir os sabores.

Em seguida acrescento leite de coco e um pouco de creme de leite. O molho deve ficar levemente grosso. Cozinhe por uns 5/10 minutos, depois é só colocar os camarões, ervas (salsinha e cebolinha frescos), pimenta do reino moída na hora e deixar mais uns minutos no fogo para fundir os sabores.



Feito isto, está pronto para montar a moranga.
Passe requeijão ou queijo catupiry nas paredes da moranga, coloque o molho e por cima mais catupity. Leve ao forno por cerca de 15 minutos e está pronta.
Sirva com arroz branco.

Esse prato combina com diversas bebidas, cerveja, vinho, champagne, é só escolher e degustar.
Neste caso o escolhido foi o Don Laurindo – Acellotta, vinícola do Rio Grande do Sul, situada no vale dos vinhedos.
Olha a maravilha!!!

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Duas opções de Entradas

Todos devem ter percebido que o blog ficou sem atualização um bom tempo, mas não desisti deste “Hobby” e continuarei postando minhas experiências na cozinha. Prometo mais  freqüência nos posts.

Para compensar o tempo sem posts vou postar duas receitas inéditas neste blog, que podem ser servidas como entrada ou aperitivo.

A primeira receita, Queijo Catupiry com lascas de Alho, foi ensinada por minha Tia Tuca.
O Queijo Catupiry compra-se em qualquer supermercado e vem pronto para consumo.
Antes de iniciar a receita tire o queijo da geladeira e deixe em temperatura ambiente por cerca de 40 minutos. Isso vai facilitar o manuseio fazendo com que solte melhor da lata.
Nesse meio tempo, vá cortando o alho em lascas bem finas e não economize na quantidade. Em seguida, doure as lascas no azeite extra virgem, em fogo baixo, até que alcance o ponto de ficarem levemente douradas (Nessa receita passei um pouco o ponto do alho, mas nada que atrapalha-se a receita).

Após, retire o Queijo da lata e despeje o alho dourado com o azeite sobre ele.


Acrescente salsinha bem picada ou outra erva de sua preferência.

Sirva com torradas e/ou pães fatiados como se fosse um patê, não esquecendo de um bom vinho, mas neste caso demos a oportunidade ao espumante da Pericó, um Brut.
Simples, fácil, rápido e sensacional.


A Segunda receita, é uma das minhas entradas favoritas: Bruschetta
Além de ser Italiana, é versátil, pois pode-se fazer com diversas ingredientes, mas o tradicional e meu favorito é de tomate cereja, rúcula e manjericão.
Corte o pão italiano em rodelas não muito finas. Descasque um dente de alho, corte ao meio e esfregue dos dois lados das fatias dos pães. Leve ao forno baixo por aproximadamente 10 min.(Não deixe virar torrada)



Enquanto isso, vá preparando o recheio.
Neste caso usei tomate cereja, rúcula e manjericão. Tempere com sal, pimenta do reino moída na hora, azeite de oliva e se gostar acrescente raspas de limão siciliano e um pouco do seu suco.

Retire o pão do forno, rale queijo grana padano (parmesão) por cima das fatias e em seguida coloque o recheio sobre os pães, finalizando com mais queijo grana padano.



Volte ao forno por mais uns 5 ou 10 minutos e está pronta para servir.






Não esqueça do vinho de sua preferência, que optamos por um Pata Negra Oro, Tempranillo 2009.
Mais uma receita simples, rápida e muito saborosa.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Feliz 2012

Depois de merecidas férias, este Blog está de volta e com muitas novidades para o ano de 2012.

Aproveito para desejar aos leitores muito sucesso, felicidade, além de muita comida na mesa, boa bebida e que vocês possam continuar seguindo este blog com criticas, sugestões e elogios, pois vocês também fazem parte deste hobby chamado cozinha.

Aos parceiros, quero agradecer muito por acreditar no Blog e com certeza 2012 será ainda melhor para todos nós. (Obrigado em Especial para Decanter Vinhos que sempre esteve presente e apoiando, ao Hippo Supermercados que foi parceiro no evento social promovido por este Blog, afim de ajudar as vítimas da chuva no vale do Itajaí)
Que 2012 seja um bom ano para todos nós, com comida na mesa, dinheiro no bolso e saúde para dar e vender!